sexta-feira, 27 de março de 2015

SESSÃO ESPECIAL REALIZADA PELA VEREADORA MARINOR COMEMORA O DIA MUNICIPAL DA UMBANDA E DOS CULTOS AFRO-BRASILEIROS

By: MARINOR BRITO: - 13:20

Share

& Comment


A Sessão Especial em comemoração ao Dia Municipal da Umbanda e dos Cultos Afro-Brasileiros, promovida pela vereadora de Belém, Marinor Brito (PSOL), aconteceu na tarde desta quinta-feira, 26, no Plenário da CMB, e reuniu diversas lideranças afro-religiosas da cidade de Belém, além de representantes dos mais renomados órgãos públicos.
"Como defensora assídua do Estado Laico, não posso deixar de destacar a importância de abrir esta casa de leis para receber lideranças da comunidade Afro-religiosa para comemorar o Dia Municipal da Umbanda e dos cultos Afro-Brasileiros, que é símbolo de resistência de um povo que, historicamente, tem sido desrespeitado de todas as formas. Pessoas que assumem o protagonismo de fomentar um debate tão importante e estratégico para o fortalecimento da luta contra a opressão, o preconceito e o ódio aos povos de matriz africana", disse Marinor.
Além da presidente da Sessão, Marinor Brito, estiveram compondo a mesa o Sr. José Antonio de Souza, da Comissão de Defesa de Igualdade Racial e Étnica da OAB/PA, a Drª Lucinery Helena Ferreira, representando a Promotoria de Justiça da Violência Doméstica contra a mulher, a Profª Marilu Campelo, Coordenadora do Grupo Afro-Amazônico da UFPA, Dannyel Castro, do Grupo de Pesquisa Neoesoterismo e Religiões Alternativas (NERA), o Sr. Wanderlan Amaral, do Grupo de Estudos Religiões de Matriz Africana na Amazônia, e o Pai Marcelo Machado, Presidente do Conselho Religioso da FEUCABEP.
"Precisamos mostrar para a sociedade que ser umbandista não é vergonhoso", disse Drª Lucinery Helena.
"Este tipo de evento é muito importante para a sociedade, pois é preciso abrir espaços públicos, como este, para o povo de terreiro. E cada vez que o povo de santo entra em uma casa de leis, ele está lutando por seu lugar de direito na sociedade", disse Profª Marilu Campelo.
"Não podemos tolerar qualquer tipo de preconceito em relação a liberdade de crença e exercício da fé de quem quer que seja. Continuarei lutando pelo respeito e valores da cultura dos povos de terreiro, de modo que nenhum de vocês sofram preconceito ou tenha um direito a menos pelo fato de serem afro-religiosos", completou Marinor.
Foram homenageados na sessão, o Deputado Federal Edmilson Rodrigues, o Presidente da Associação Afro Religiosa Morada de Oxossi, Gilmar da Conceição (Pai Gilmar), Orlando Machado (Pai Bassu), representante da IRU, Mãe Dusar, do Terreiro de Mina Nagô Cabocla Juliana, o Babalorixá Edson Catendê, Matilde de Deus Teles do Nascimento (Ialorixá Baba Abuque), Maria Emilia Miranda da Cruz, Mãe Anastácia, Luiza Ninfa da Costa (Mãe Lulu), Jandara Martan, Jucilene Carvalho, o Grupo de Estudos Afro Amazônico da UFPA, o Grupo de Pesquisa Neoesoterismo e Religiões (NERA), e o Grupo de Estudos Religiões de Matriz Africana na Amazônia (GERMAA/UEPA).
HISTÓRICO - No Pará, o dia 18 de março foi instituído como o Dia Municipal e Estadual da Umbanda e dos Cultos Afro-religiosos de Belém e do Estado do Pará, demarcando um campo de organização e luta do segmento afro-religioso pelo Direito à livre expressão, contra a intolerância religiosa e pelo direito à cidadania.
O marco legal do 18 de março em prol dos umbandistas e aos afro-religiosos foi assegurado pela Lei Municipal nº 8272, de 14 de outubro de 2003 (autoria do vereador Ildo Terra/PT) e da Lei Estadual nº 6.639, de 14 de abril de 2004, de autoria da deputada Araceli Lemos, hoje filiada ao PSOL.

About MARINOR BRITO:

Organic Theme is officially developed by Templatezy Team. We published High quality Blogger Templates with Awesome Design for blogspot lovers.The very first Blogger Templates Company where you will find Responsive Design Templates.

0 comentários:

Copyright © 2015 Marinor Brito

Designed by Templatezy & Copy Blogger Themes