terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino

By: MARINOR BRITO: - 13:49

Share

& Comment

Homenagem pelo Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino contou com a presença de diplomatas de países do mundo árabe e foi palco de repúdio à construção, por Israel, de muro na Cisjordânia.

A senadora Marinor Brito, líder do PSOL no senado federal, criticou, em sessão solene em homenagem ao povo palestino, realizada na segunda-feira (05), a postura do governo brasileiro, que no comando da sétima maior economia do mundo, que segundo ela, pode exercer papel mais afirmativo para o desenlace da questão palestina e pouco faz.

— A própria ONU tem se limitado a condenar formalmente alguns crimes cometidos por Israel, sem adotar qualquer medida de proteção ao povo palestino contra sucessivas agressões, afirmou Marinor.

A sessão contou com significativa presença de representantes do corpo consular e diplomático, especialmente de países do mundo árabe. O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Mohamed Alzeben, foi representado pelo ministro-conselheiro Salah El-Qataa. A líder do PSOL, Marinor Brito (PA), e Inácio Arruda (PCdoB-CE) se alternaram no comando dos trabalhos.

Marinor lembrou que, recentemente, a Autoridade Palestina, sob o comando da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), conseguiu o reconhecimento da Palestina como nação-membro da ONU. Esse "reconhecimento formal", no entanto, é insuficiente, encerrou.

Informações Agência Senado com redação final da equipe do blog.

About MARINOR BRITO:

Organic Theme is officially developed by Templatezy Team. We published High quality Blogger Templates with Awesome Design for blogspot lovers.The very first Blogger Templates Company where you will find Responsive Design Templates.

1 comentários:

Daniella Azulay disse...

Eu chamo o Psol a ser o primeiro partido de esquerda que defenda o povo palestino sem retirar de Israel o direito de se defender. Que jogue no lixo os jargões da esquerda ,de uma esquerda limitada, que reveja, reestude o processo, e quem sabe até visite a Palestina para saber do que se trata a fundo. Que chame o Hamas de terrorista, e que quando peca liberdade aos palestinos tenha em conta que a liberdade só vira quando estiverem eles libertos de grupos terroristas comp Hamas e Fatah. E que vejam que a morte em nome de Alá e igual ou pior do que os discursos feitos elas igrejas contra o aborto ou homossexualismo. A palestina e os estados árabes são governados por extremistas que não estão nenhum pouco preocupados com a mulheres por exemplo. Com a saúde e a educação, e que enquanto isso no BRasil governo de esquerda apóia a lavagem de dinheiro descarada para Olimpíadas, Copa do Mundo e coloca em
Pratica um projeto absurdo como Belo Monte!!! Reever conceitos, repensar antes de falar, seria no mínimo muito coerente e inteligente da parte de um partido como o PSol.

Copyright © 2015 Marinor Brito

Designed by Templatezy & Copy Blogger Themes