domingo, 4 de dezembro de 2011

3º Congresso Nacional do PSOL: Segundo dia foi de discussão de teses

By: MARINOR BRITO: - 11:50

Share

& Comment

3º CNPSOL: Militância de todo Brasil
No segundo dia, sábado (03), do III Congresso Nacional do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), que acontece até este domingo (04), na capital paulista, as discussões se concentraram na apresentação e defesa das teses, mas especificamente sobre: “Construção Partidária e Política de Alianças - 2012”, reunidas em dez textos, representando todos os grupos e tendências internas do partido, um dispositivo garantido no estatuto da legenda.

Marinor Brito com setorial de mulheres
Na segunda parte dos trabalhos que aconteceu no final da tarde, os delegados e delegadas foram divididos em Grupos de Trabalhos específicos: Sindical, Mulheres, Negros, LGBT’s, Juventude, Cultura e Comunicação.

Passado o momento das defesas, as teses foram votadas pelos delegados e delegadas presentes. Antes, houve a composição de teses com proximidades político-avaliativas. As teses: “PSOL nas Lutas e Nas Ruas”, “Fortalecer o PSOL: Por Um Brasil Democrático, Ecológico e Socialista” e “PSOL Nas Lutas e Nas Ruas” se uniram e lançaram um manifesto intitulado: “Fortalecer o PSOL: De Esquerda, Programático e de Massas” e obtiveram 138 votos (41,94%).

Delegação da APS e aliados
A composição das teses: “Nas Ruas e Nas Urnas, Por Um PSOL de Massas” e “PSOL: Um Passo Em Direção ao Brasil Real” obteve 67 votos (20,36%) e ficou em segundo lugar.

Em terceiro lugar ficou a tese: “Aproveitar as Oportunidades para o PSOL Brilhar”, que obteve 56 votos (17,02%).

Luiz Arnaldo, Marinor Brito e Edmilson Rodrigues
Em quarto ficou a tese: “Por Outra Civilização”, com 23 votos (6,99%). Em quinto, empatadas ficaram as teses: “Construir Um Projeto Anticapitalista e Socialista no Brasil é o Grande Desafio do PSOL” e “A Crise Mundial e o Desafio dos Revolucionários”, com 19 votos (5,72%) e em sétimo e último lugar ficou a tese: “Por Um Giro à Esquerda no PSOL: Construção Pela Base, Orientação à Luta de Classes e Defesa do Socialismo”, com 03 votos (0,91%).

Quatro (1,21%) delegados do Pará se abstiveram e um delegado do Rio de Janeiro não compareceu para se credenciar.

Deputado Ivan Valente - SP
Vitoriosos, os delegados que assinam o manifesto: “Fortalecer o PSOL: De Esquerda, Programático e de Massas”, deixaram claro, que o documento funciona como: “um chamado à UNIDADE e à LUTA do conjunto da militância do PSOL para que ocupe, ofensiva e programaticamente, as possibilidades e potencialidades abertas pela atual conjuntura de crise do capitalismo e crescimento das mobilizações e lutas sociais no Brasil e no mundo”, diz.

Marinor Brito e Setorial LGBT
Bancada da APS no 3º CNPSOL
Luiz Araújo na defesa de propostas
O documento também tece análise sobre a crise econômica mundial e critica duramente a postura dos Estados Unidos: “Os EUA é um claro exemplo do fracasso desta política: após ter injetado trilhões de dólares no salvamento dos bancos sua economia semi-estagnada, com o fechamento de 8,8 milhões de postos de trabalho: 14 milhões de desempregados, perfazendo uma taxa de 9% de desemprego, praticamente o dobro dos percentuais anteriores à crise”, critica.

Sobre os reflexos da crise econômica mundial no Brasil e o governo do PT, o manifesto dos psolistas: “O governo da presidenta Dilma tem feito um novo apelo aos empresários para que invistam e a população consuma, tentando com isso manter a economia interna aquecida diante da crise externa. Estas medidas, no entanto, são completamente insuficientes na medida em que o governo do PT mantém o cerne da política econômica conservadora, baseada no regime de meta de inflação, superávit primário e a livre movimentação de capitais, na maioria de curto prazo atraídos pelas maiores taxas de juros do planeta”, diz.

Responsável até agora, durante o III CNPSOL, o ponto sobre construção partidária e políticas de alianças para 2012, o documento apresenta um conjunto de teses para o enfrentamento da hegemonia burguesa representada pelo PT e seus partidos aliados: “Construir este espaço de diálogo com o povo brasileiro é nosso principal tarefa no momento. Para isso, precisamos de um partido que concentre a maior parte de suas energias para a disputa de projetos de sociedade. Um partido que tenha uma clara identidade ideológica e uma firme base programática, que lhe permita construir alianças sociais e políticas orientadas pelo enfrentamento das elites nacionais e regionais comprometidas com a transformação social e o aprofundamento das conquistas democráticas e sociais”. E afirma ainda que: “Um partido que saiba combinar a luta social com a luta institucional, onde a mobilização do povo e a disputa eleitoral estão conectadas. Um partido socialista, plural, democrático e de massas, inserido no debate de nosso tempo e não fechado em si mesmo, com direitos e deveres claramente definidos entre seus militantes e filiados, e com instâncias capazes de promover o mais amplo debate e a unidade de nossas ações”, conclui o manifesto.

O III CNPSOL segue os trabalhos neste domingo (04), e tem como pontos de pauta: leitura, discussão e aprovação de moções e das propostas formuladas nas discussões dos grupos de trabalhos, eleição do novo diretório nacional composto por 71 membros, sendo que 17 filiados também comporão a executiva nacional.

About MARINOR BRITO:

Organic Theme is officially developed by Templatezy Team. We published High quality Blogger Templates with Awesome Design for blogspot lovers.The very first Blogger Templates Company where you will find Responsive Design Templates.

0 comentários:

Copyright © 2015 Marinor Brito

Designed by Templatezy & Copy Blogger Themes