quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Quase sete em cada dez brasileiros afirmam que a corrupção aumentou nos últimos anos

By: MARINOR BRITO: - 16:46

Share

& Comment

Milton Júnior
Do Contas Abertas

“A corrupção tem aumentado nos últimos três anos”. Pelo menos essa é a opinião de seis em cada dez pessoas em todo o mundo. A informação consta no estudo Barômetro Global de Corrupção, divulgado hoje pela ONG Transparência Internacional (TI), em comemoração ao Dia Internacional contra a Corrupção. No Brasil, 64% dos entrevistados disseram acreditar que a corrupção aumentou, enquanto 27% disseram não ter visto mudanças e apenas 9% notaram uma redução na incidência de atos corruptos.

Dentre outros resultados, a sétima edição do Barômetro identificou que, para 80% dos entrevistados, inclusive brasileiros, os partidos políticos são os grupos mais “corruptos” ou “extremamente corruptos”. Em segundo lugar aparecem os funcionários públicos do Legislativo, seguidos pela polícia, o setor privado, entidades religiosas e o Judiciário. Já as organizações militares e não-governamentais (ONGs) foram consideradas as classes menos afetadas pela corrupção.

A pesquisa mostra ainda que um em cada quatro pessoas já pagou suborno para obter serviços públicos. O maior número de relatos de pagamento de propina (acima de 50%) partiu de países como o Afeganistão, Camboja, Camarões, Índia, Iraque, Libéria, Nigéria, Palestina, Senegal, Serra Leoa e Uganda, onde mais da metade das pessoas disse ter subornado alguém nos últimos 12 meses. Em geral, a pessoa se justifica para evitar problemas com as autoridades ou acelerar processos burocráticos. No Brasil, menos de 6% dos entrevistados disseram ter subornado.
As opiniões sobre as tendências de corrupção são mais negativas na Europa e América do Norte, onde 73% e 67% das pessoas, respectivamente, pensam que a corrupção aumentou. Para mais da metade dos brasileiros as ações do atual governo para deter a corrupção são ineficazes. Outros 29% argumentaram serem medidas eficazes e 17% acham que os esforços não surtiram nenhum efeito.

Como resultado da corrupção, segundo avalia o diretor da Transparência Internacional, Huguette Labelle, os marginalizados e pobres continuam a ser os mais vulneráveis à extorsão. “Os governos devem fazer mais para identificar a corrupção nos serviços básicos e proteger seus cidadãos”, disse Labelle. “A mensagem do Barômetro 2010 é que a corrupção é insidiosa. Faz a gente perder a fé. A boa notícia é que as pessoas estão prontas para agir", afirma.

Na edição deste ano, o Barômetro entrevistou residentes em 86 países. O estudo aborda opiniões da sociedade sobre os níveis de corrupção em cada país e os esforços do governo para combater a corrupção. Também explora em quem as pessoas mais confiam no combate à corrupção.

About MARINOR BRITO:

Organic Theme is officially developed by Templatezy Team. We published High quality Blogger Templates with Awesome Design for blogspot lovers.The very first Blogger Templates Company where you will find Responsive Design Templates.

0 comentários:

Copyright © 2015 Marinor Brito

Designed by Templatezy & Copy Blogger Themes