quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Durante a campanha pudemos sentir que a população não tolera mais a corrupção e fichas sujas na política.

By: MARINOR BRITO: - 14:34

Share

& Comment

Escrito por Carlos Mendes   

A ex-vereadora Marinor Brito (PSOL), eleita senadora pelo Pará com 727.583 votos, segundo mapa oficial de apuração distribuído pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), declarou ontem ao Estado que a prioridade de seu partido é “reforçar a mobilização popular” em favor da manutenção da lei da ficha limpa pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ela anunciou que está prevista uma audiência com o presidente do STF, ministro Cézar Peluso, para mostrar a ele que a lei de iniciativa popular, com mais de 1,3 milhão de assinaturas, precisa “ser validada” e imediatamente cumprida.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o paraense Ophir Cavalcante, também será procurado para que a entidade manifeste sua posição sobre o caso. Segundo Marinor, a nova lei acabou beneficiando sua candidatura por um pequeno partido. A votação dela, tida como surpreendente por analistas políticos do Pará, ocorreu em várias regiões do Estado e não apenas na capital.

“Durante a campanha pudemos sentir que a população não tolera mais a corrupção e fichas sujas na política. O eleitorado buscou na minha candidatura uma alternativa”, enfatizou. Ela disse ter enfrentado máquinas administrativas poderosas, mas acredita que as idéias do PSOL foram “aprovadas” pela população. A candidata discorda das declarações do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Levandowiski, para quem 57% dos votos da eleição no Pará, dados a Jader Barbalho (PMDB) e Paulo Rocha (PT), foram anulados porque ambos estariam inelegíveis por terem sido enquadrados na lei da ficha limpa. “Os votos do Jader e do Paulo foram invalidados, mas não anulados. Os eleitores não anularam seus votos”, disse Marinor.

Além da ex-vereadora, o outro candidato eleito foi o atual senador Flexa Ribeiro (PSDB). Se o STF mantiver a candidatura de Barbalho, reconhecendo que a lei da ficha limpa não é válida para esta eleição, ele e Ribeiro serão diplomados e empossados. Caso isso não ocorra e nova eleição para o Senado seja marcada no Estado, Marinor e Ribeiro entrariam na disputa como favoritos.
 Rádio Tabajara

About MARINOR BRITO:

Organic Theme is officially developed by Templatezy Team. We published High quality Blogger Templates with Awesome Design for blogspot lovers.The very first Blogger Templates Company where you will find Responsive Design Templates.

0 comentários:

Copyright © 2015 Marinor Brito

Designed by Templatezy & Copy Blogger Themes